small spapsmall bttsmall canyoningsmall escaladasmall espeleosmall montanhismosmall snowboard skismall trekking

3N1ARCM2016Curso de Formação em Espeleologia Nível 1 (homologado pela Federação Portuguesa de Espeleologia).

Dia 03 de Dezembro de 2016, sábado, das 9:00h às 18:00h, na nossa Sede (ver localização aqui), teóricas no período da manhã e sessão prática na Serra de Santa Justa pela tarde.

Inscrições obrigatórias até dia 29 Novembro. Valor de 30,00€, para não sócios (aos sócios é abatido o valor da jóia - 7,50€). Inclui documentação, cedência de material técnico, certificado e seguro individual.

Inscrições atrasadas, entre o dia 30 e 02 (inclusivé), têm acréscimo de 5.00€

 

Galeria do RomanosEm Dezembro de 2015, associados do Alto Relevo - Clube de Montanhismo (ARCM) reportaram o início de trabalhos num terreno onde se conhecia uma mina presumivelmente romana. No dia seguinte à Direção do ARCM ter tido conhecimento, efectuou um telefonema denunciando a situação à Câmara Municipal de Valongo num esforço de perceber se os trabalhos em curso previam o estudo e a avaliação da situação de forma a evitar a possível destruição de património arqueológico desconhecido. Sendo uma sexta-feira e não havendo disponibilidade imediata da fiscalização da autarquia para se deslocar ao local a obra avançou no fim-de-semana com o objectivo de terraplanar o terreno destruindo a mina. Perante a situação, alguns associados pediram para falar com os trabalhadores e informaram sobre a suspeita e sobre a ilegalidade que seria avançar com uma obra que destruisse património possivelmente arqueológico. Os funcionários contactaram os seus superiores e os trabalhos prosseguiram segundo as instruções que tinham.

CMRE 2016 web

Para mais informação visite o site do 2º Congresso de Mineração Romana e Espeleologia - 2016 aqui

 

ARCM CMVPA

Foi assinado um Protocolo entre o Município de Vila Pouca de Aguiar e o ALTO RELEVO - Clube de Montanhismo (ARCM) promovendo a parceria e estreita colaboração para a proteção, preservação, estudo e divulgação do Património Mineiro Romano de Vila Pouca de Aguiar.

Com este Protocolo o ARCM vai contribuir com trabalho espeleológico nas mais diversas áreas de estudo, assim como com o seu conhecimento adquirido ao longo dos 18 anos da sua exisitência, aprofundando assim o conhecimento destas cavidades.

0 Portada e indices page 001Já se encontra disponivel a ata do trabalho apresentado em Logrosán - Espanha relativo ao tema "EVIDENCIAS DE MINERÍA HIDRÁULICA ROMANA EN LA SIERRA DE PIAS (VALONGO, PORTUGAL)"

Este trabalho teve origem numa equipa de investigação interdisciplinar que o ALTO RELEVO - Clube de Montanhismo (ARCM) reuniu, em Julho de 2014, tendo como objetivo o estudo a aprofundamento do conhecimento dos vestígios de mineração romana na zona de Valongo.

Os trabalhos continuam a ser desenvolvidos pelo ARCM e com as demais parcerias e toda a documentação produzida será divulgada nos meios apropriados.

 

Podem fazer o download da Ata  "EVIDENCIAS DE MINERÍA HIDRÁULICA ROMANA EN LA SIERRA DE PIAS (VALONGO, PORTUGAL)"  aqui

13412998 1215122055164491 49778194302214768 nData atividade: 09, 10, 11, 12 Junho 2016

Cavidade: Sistema del Gándara, Cueva de Piscarciano

Localização: Soba – Cantábria – Espanha

Objectivo: Esta atividade surge no seguimento de saídas anteriores a cavidades fora de Portugal e com características diferentes das cavidades portuguesas. O Projeto + Além partiu originalmente de três associados do ARCM (António Afonso, José Silva, Nuno Rodrigues) e pretende proporcionar aos espeleólogos do clube novas experiências aumentando também o grau de exigência e dificuldade.

Esta foi a segunda saída inserida neste Projeto e certamente mais serão realizadas criando sempre novos desafios aos espeleólogos ativos do clube.

Equipa: 10 elementos - António Afonso (N3), Beatriz Silva (N3), Carlos Mendes (N2), Eduardo Santos (N2), Felisberto Vieira (N2), Luís Sousa (N2), Nelson Ribeiro (N2), Nuno Rodrigues (N2), Vítor Gandra (N3), Vítor Rebelo (N2).

Todos os espeleólogos que participaram nesta atividade são federados na FPE - Federação Portuguesa de Espeleologia com a respectiva formação espeleológica e seguro em vigor.

DATA DA ACTIVIDADE: 21 de Maio de 2016

CAVIDADE: Algar da Figueira (ou Algar do Crocodilo) - Cavidade natural cársica

Cavidade não incluída na listagem do anexo 1 do Regulamento do Plano de Ordenamento do PNSAC, aprovado pela RCM nº 57/2010.


LOCALIZAÇÃO:

Alto da Barreira - Serra de Santo António – Alcanena – Santarém - PNSAC – MCE
Carta Militar de Portugal, série M888, folha 318, Escala 1/25000 - Altitude: 510 mt

Realizou-se no passado dia 02 de Abril de 2016 o 1º Curso de Espeleologia N1 em Tresminas - Vila Pouca de Aguiar em parceria com a A OURO e o Centro Interpretativo de TRESMINAS.

Tendo sido a 1ª edição deste Curso em Vila Pouca de Aguiar podemos concluir que o Curso foi bem sucedido e com bastante afluência (11 formandos). Esperemos que os formandos tenham gostado desta experiência e que para o ano estejamos de novo a dar mais um Curso de Espeleologia N1 no Complexo Mineiro Romano de Tresminas.

Para verem algumas das fotografias clicar aqui

 

SAV Vertical Final   pq

Vai-se realizar entre os dias 11 e 15 Maio 2016 em Alfarela de Jales o 2º Simpósio de Arqueologia Virtual.

A inscrição é gratuita mas obrigatória. Os interessados em participar deverão enviar um e-mail para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. a demonstrar interesse e para efetuar a inscrição.

DATA DA ACTIVIDADE: 3 de Abril de 2016

CAVIDADES: Algar da Figueira (ou Algar do Crocodilo) - Cavidade natural cársica

Cavidades não incluídas na listagem do anexo 1 do Regulamento do Plano de Ordenamento do PNSAC, aprovado pela RCM nº 57/2010.

LOCALIZAÇÃO:

Algar da Figueira (ou do Crocodilo)
Alto da Barreira - Serra de Santo António – Alcanena – Santarém - PNSAC – MCE
Carta Militar de Portugal, série M888, folha 318, Escala 1/25000 - Altitude aproximada: 510 mt

TPV img TPV - Técnicas de Progressão Vertical

 

"... A espeleologia dificilmente pode ser considerada de competitiva. Contudo, através das técnicas convencionais criou-se um conjunto de modalidades de competição desportiva, dirigidas a avaliar a velocidade, a resistência e a técnica dos atletas. ..." botao tpv 

 

(excerto do documento da prova do 1º Campeonato Nacional de TPV 2011 - Valongo)

Siga-nos em            

MEO ARCM 28855
 

 

 

 

Alojamento oferecido por:

logo maquinadigital pq