small spapsmall bttsmall canyoningsmall escaladasmall espeleosmall montanhismosmall snowboard skismall trekking

DATA DA ACTIVIDADE: 14 de Novembro de 2015

CAVIDADES: Algar dos Picos 2 – Cavidade Natural Cársica 

Cavidade não incluída na listagem do anexo 1 do Regulamento do Plano de Ordenamento do PNSAC, aprovado pela RCM nº 57/2010

LOCALIZAÇÃO:

Pia do Lopo - São Bento - Porto de Mós - Leiria - PNSAC – MCE
Carta Militar de Portugal, série M888, folha 318, escala 1/25000 - Altitude: 360 mt.

DATA DA ACTIVIDADE: 31 de Outubro de 2015

CAVIDADES: Gruta de Alvide – Cavidade Natural Cársica. A entrada da cavidade situa-se sob a sede da Desnível (associada da FPE)

LOCALIZAÇÃO:

Casa da Gruta – Rua de São Mateus - Bairro de São José - Alvide – Alcabideche – Cascais
Carta Militar de Portugal, série M888, folha 429, escala 1/25000 - Altitude: 45 mt.

DATA DA ACTIVIDADE: 25 de Outubro de 2015

CAVIDADES: Algar dos Picos 2 e Pia do Lopo 1 – Cavidades Naturais Cársicas

Cavidades não incluídas na listagem do anexo 1 do Regulamento do Plano de Ordenamento do PNSAC, aprovado pela RCM nº 57/2010

LOCALIZAÇÃO:

Pia do Lopo - São Bento - Porto de Mós - Leiria - PNSAC – MCE
Carta Militar de Portugal, série M888, folha 318, escala 1/25000 - Altitude: 360 e 390 mt.

Cartaz N1 Espeleo 2015 2edCurso de Formação em Espeleologia Nível 1 (homologado pela Federação Portuguesa de Espeleologia).

Dia 07 de Novembro de 2015, sábado, das 9:00h às 18:00h, na nossa Sede (ver localização aqui), teóricas no período da manhã e sessão prática na Serra de Santa Justa pela tarde.

Inscrições obrigatórias até dia 03 Novembro. Valor de 30,00€, para não sócios (aos sócios é abatido o valor da jóia - 7,50€). Inclui documentação, cedência de material técnico e seguro individual. Inscrições atrasadas, entre o dia 03 e 06 (inclusivé), têm acréscimo de 5eur.

DATA DA ACTIVIDADE: 12 e 13 de Setembro de 2015
CAVIDADES: Algar da Figueira (ou Algar do Crocodilo) - Cavidade natural cársica

Cavidades não incluídas na listagem do anexo 1 do Regulamento do Plano de Ordenamento do PNSAC, aprovado pela RCM nº 57/2010.

LOCALIZAÇÃO:

Alto da Barreira - Serra de Santo António – Alcanena – Santarém - PNSAC – MCE
Carta Militar de Portugal, série M888, folha 318, Escala 1/25000 - Altitude: 510 mt

DATA DA ACTIVIDADE: 6 de Setembro de 2015
CAVIDADES: Algar da Figueira (ou Algar do Crocodilo) - Cavidade natural cársica

Cavidades não incluídas na listagem do anexo 1 do Regulamento do Plano de Ordenamento do PNSAC, aprovado pela RCM nº 57/2010.

LOCALIZAÇÃO:

Alto da Barreira - Serra de Santo António – Alcanena – Santarém - PNSAC – MCE
Carta Militar de Portugal, série M888, folha 318, Escala 1/25000 - Altitude: 510 mt

DATA DA ACTIVIDADE: 16 de Agosto de 2015

CAVIDADES: Gruta da Nascente do Almonda (ou Almonda Novo) – Cavidade Cársica

Cavidade não incluída na listagem do anexo 1 do Regulamento do Plano de Ordenamento do PNSAC, aprovado pela RCM nº 57/2010. Cavidade fora da área do PNSAC.

LOCALIZAÇÃO:

Casal João Dias - Pedrogão – Torres Novas – Santarém – MCE
Carta Militar de Portugal, série M888, folha 319, Escala 1/25000 - Altitude aproximada: 158 mt

Data atividade: 10, 11, 12, 13, 14 Junho 2015

Cavidade: Sistema del Gándara

Localização: Soba – Cantábria – Espanha

Objectivo: Esta atividade surge no seguimento de saídas anteriores a cavidades fora de Portugal e com características diferentes das cavidades portuguesas. O Projeto “Mais Além” partiu de três associados do ARCM (António Afonso, José Silva, Nuno Rodrigues) e pretende proporcionar aos espeleólogos do clube novas experiências aumentando também o grau de exigência e dificuldade.

Esta foi a primeira saída inserida neste Projeto e certamente mais serão realizadas criando sempre novos desafios aos espeleólogos do clube.

Equipa: 8 elementos - António Afonso (N3), Beatriz Silva (N3), Julio Portela (N2), Luís Sousa (N2), Nuno Rodrigues (N2), Patrícia Silva (N2), Vítor Gandra (N3), Vítor Rebelo (N2).

Todos os espeleólogos que participaram nesta atividade são federados na FPE - Federação Portuguesa de Espeleologia com a respectiva formação espeleológica e seguro em vigor.

No próximo dia 22 de Agosto (sábado) a Secção de Espeleologia irá realizar uma visita de carácter turístico para os seus associados e respetiva família. Esta atividade será uma atividade de lazer e consistirá numa visita a uma gruta turistica na parte da manhã, a Gruta Mira D'Aire e no periodo da tarde uma visita guiada às Pegadas dos Dinossauros.

A Gruta de Mira D'Aire é considerada uma das 7 Maravilhas Naturais de Portugal e todos a podem visitar, desde crianças às pessoas menos jovens. Todo o percurso será feito em progressão horizontal sem necessidade de qualquer equipamento, por isso cremos que será uma boa experiência para os associados que nunca tiveram num ambiente cavernícola e que têm curiosidade em fazê-lo (não há passagens estreitas....).

O Monumento Natural das Pegadas contém um importante registo fóssil do período Jurássico, as pegadas de alguns dos maiores seres que alguma vez povoaram o planeta Terra: os dinossáurios saurópodes; na laje calcária onde as pegadas de dinossáurios se conservaram ao longo de 175 milhões de anos, podem ser observados cerca de 20 trilhos ou pistas, uma delas com 147m e outra com 142m de comprimento.

As deslocações serão a cargo dos participantes, sendo que se deve optimizar viaturas para também optimizar os custos.  Em relação ao almoço pensamos almoçar no restaurante da gruta de Mira D'Aire e será à base de grelhados para reduzir os custos.

A entrada para as visitas nestes dois locais tem custos, custos estes que foram negociados com as empresas. Assim sendo para as duas visitas cada um deverá pagar as seguintes quantias:

crianças até aos 5 anos - gratuito
6 aos 12 anos - 6,00€
13 aos 18 anos - 9,00€
Mais de 19 anos - 10,00€

Esta atividade só se realizará caso haja inscrições suficientes que justifiquem este preço (que no mínimo terão que ser 20 pessoas).

As inscrições deverão ser feitas até ao próximo dia 09 de Agosto para o e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. e só são consideradas inscrições efetivas após o pagamento do valor mencionado em cima (entradas nos locais). Em caso de desistência o valor não será reembolsado.

Terminou no passado mès de Junho mais uma formação de espeleologia N2 do ARCM homologada pela Federação Portuguesa de Espeleologia.

A formação decorreu de Março a Junho com um total aproximado de 17 horas de formação teórica e 60 horas de formação prática.

Nas sessões teóricas foram abordados temas relacionados com Disciplina e Ética, História da Espeleologia, Equipamento Espeleológico, Técnicas de Progressão (horizontal e vertical), Bioespeleologia, Arqueologia em cavidade, Fotografia em cavidade, Espeleo-topografia, Cabos e nós, Prospecção e Topografia de superfície (cartografia), Geoespeleologia, Organização de dados, Climatologia em cavidade, Acidentes, Nutrição em cavidade e Segurança e Socorro.

A nível prático as sessões decorreram em meio exterior, cavidades artificiais e em cavidades naturais. As cavidades visitadas foram o Fojo das Talhadas, Fenda da Columbeira, Cova do Texugo e Cova do Urso, Algar do Pena, Algar Zé de Braga, Algar Chou Jorge, Algar das Couves, Fragas Amarelas, Algar da Arroteia. As áreas praticadas foram a Técnica de subida e descida em cabo, Inversão de sentido no cabo (subida-descida e descida subida), Passagem em corrimão, Passagem de fraccionamentos (subida e descida), Passagem de desviador (subida e descida), Progressão horizontal em cavidade com passagens estreitas;, Progressão em escada de aço (subida e descida com e sem cabo de segurança - usando segurança na própria escada), Técnicas de Auto-Socorro e Técnicas de oposição (subida e descida com e sem cabo de segurança).

A média final do Curso foi de 86.40%, sendo que a nota mais alta da teórica foi de 90% e na prática foi de 99%

Parabéns aos novos 5 espeleólogos do ARCM!!!

As fotografias da formação podem ser visualizadas no menu Eventos/Fotografias ou diretamente no álbum aqui

TPV img TPV - Técnicas de Progressão Vertical

 

"... A espeleologia dificilmente pode ser considerada de competitiva. Contudo, através das técnicas convencionais criou-se um conjunto de modalidades de competição desportiva, dirigidas a avaliar a velocidade, a resistência e a técnica dos atletas. ..." botao tpv 

 

(excerto do documento da prova do 1º Campeonato Nacional de TPV 2011 - Valongo)

Siga-nos em            

MEO ARCM 28855
 

 

 

 

Alojamento oferecido por:

logo maquinadigital pq