small spapsmall bttsmall canyoningsmall escaladasmall espeleosmall montanhismosmall snowboard skismall trekking

TRILHO DO VENTO - 12 DE NOVEMBRO DE 2017

Nº de participantes: 23 + 3 canídeos (Nina, Reia e Vindouro)

Partida do Porto cerca das 8,10h

Os participantes neste TRILHO DO VENTO - PR-10 foram: Arnaldo Costa, Noémia Peres, Vladimiro Pereira, Lino Santos, José Carlos Gomes, Rosa Oliveira, Orquídea Lima, Raybel Muñoz, Mário Dantas e esposa, Valdemar Freitas, Beatriz Silva, Augusto Monteiro, José e Dulce Nunes, Maria da Graça Freitas, Margarida Ferreira, Ana Rodrigues, Luís Rui, Joaquim Seca, Célia Vieira, José Paulo e a secretária Cinda Rodrigues.

Início da caminhada por volta das 10,00h, em  Moreira de Rei - Fafe, depois da vinda do padeiro (parece mentira mas o grupo esgotou o stock de pastéis e aliviou o padeiro de algumas regueifas - correu-lhe bem o dia.). O Circuito circular de cerca de 14 Kms.,  acabou por ser de cerca de 17 Kms, com as incursões aventureiras de um elemento emérito. Mas como este grupo anda a fazer umas médias bem jeitosas, ainda chegamos ao Porto antes das 18,00h, hora a que supostamente se acabaria o trilho.  O trilho, pelos caminhos das eólicas e com passagem pela "casa do penedo", construção no alto da serra de Fafe, de estilo Flinstones, onde se fez a 1ª paragem para reforço alimentar e agrupamento dos participantes, para se seguir até aos próximos penedos e desfrutar-se de uma vista privilegiada, nomeadamente do monte Farinha, mais conhecido por monte da Srª da Graça. Após as esperadas fotos e foto de grupo, seguimos para Várzea Cova onde se fez a paragem para almoço. Depois de almoço o grupo subiu, subiu, subiu, por túneis e caminhos de silvas, de novo até ás eólicas, retomando assim o trilho e as admiráveis vistas, até ao Parque eólico das Terras Altas de Fafe, onde fizemos a 3ª paragem para lanchar e iniciarmos a descida até Vilela e Moreira de Rei e darmos assim por terminada esta caminhada, por terras de Fafe.

Resta dizer que neste trilho alguns dos elementos femininos se forneceram de Frades. Bom apetite!

Beijinho

O Coordenador: Luís Teixeira

A Secretária: Cinda Rodrigues

TPV img TPV - Técnicas de Progressão Vertical

 

"... A espeleologia dificilmente pode ser considerada de competitiva. Contudo, através das técnicas convencionais criou-se um conjunto de modalidades de competição desportiva, dirigidas a avaliar a velocidade, a resistência e a técnica dos atletas. ..." botao tpv 

 

(excerto do documento da prova do 1º Campeonato Nacional de TPV 2011 - Valongo)

Siga-nos em            

MEO ARCM 28855
 

 

 

 

Alojamento oferecido por:

logo maquinadigital pq