small spapsmall bttsmall canyoningsmall escaladasmall espeleosmall montanhismosmall snowboard skismall trekking

Caminhada Carrazeda/Verin 7e8 de Outubro 2017

Nº de participantes: 10 + 2 canídeos  (Reia e Vindouro)

Partida de Valongo (LIDL) cerca das 10,40h em 2 viaturas:

Viatura 1 - Arnaldo, Orquídea Lima, José Cruz e Lino Santos
Viatura 2 - Paulo Cardoso, Mara Lima e filho e Margarida Ferreira.

Chegada a Ribeira de Fraga pelas 13,30h (confirma a hora Cinda), com um belo dia de sol, onde a malta se juntou aos companheiros José Paulo Correia e Cinda Rodrigues. Após a montagem das tendas-abrigo para essa noite, passou-se à degustação dum breve almoço, com um final de aletria, e passou-se à 1ª caminhada do dia, um circuito circular de cerca de 5 Kms., onde pudemos observar o belo vale em cima de belas fragas, bem como portentosas fragas com registos pré-históricos. Já quase no fim deste circuito, pudemos entrar numa caverna, cavada numa fraga altaneira, onde toda a malta pôde fazer umas belas fotos em grupo.

Chegados ao acampamento, começou a preparação do fogo para o jantar partilhado, bem como da iluminação para a passagem no exterior da noite escura.

Acabado o repasto, passou-se à 2ª caminhada do dia - neste caso, da noite - passando por Cubo e de volta ao acampamento, num percurso de cerca de 10Km, com subidas e descidas suaves, com uma bela lua por companhia e que iluminava bastante o caminho. Pudemos apreciar as diferenças de temperatura entre as áreas mais altas e os vales, junto ao rio que variavam de uma temperatura amena no alto, até uma arrepiante brisa, conforme se descia para o rio. De novo no acampamento, saboreamos uma pequena magustada, mais um pouco de sobremesa (doce da Mara e aletria da Cinda). 

Tendo os mais madrugadores (Lino e Orquídea) saído da "toca" por volta das 7,00h da gélida manhã, começou-se a preparar o fogo para um pequeno-almoço frugal, após o que rumamos para Carrazedo de Montenegro, para um reforço alimentar mais substancial e, sobretudo, quente. Após as "demarches" matinais e findo o cafezinho, rumamos a Verín - Espanha, já com um belo solzinho que prometia um bom dia de caminhada. Chegados a essa linda cidade galega, dirigimo-nos ao Castelo de Monterrei, onde fizemos uma visita pormenorizada, desde o seu mosteiro até ás 2 torres, o que nos levou toda a parte da manhã e, quando nos encaminhávamos para um local aprazível com vistas ao almoço e já sob um sol abrasador, eis que um grupo de boas senhoras e cavalheiros nos oferecem água, empanadillas e tortilla de batata.

Depois deste repasto surpresa encaminhamo-nos para os carros, passando por um belo trilho à margem do Tâmega, que por lá se escreve Támega, não sem antes nos irmos sentar à beira-rio, na esplanada dum pequeno café, onde degustamos o dito e um pouco de Orujo, para desentupir os "canais" da poeira do caminho, e uns/umas mais afoitos fizeram-se à ramada de uvas americanas (bem boas).

Desta forma, demos por terminada a nossa caminhada de fim-de-semana, do mês de Outubro.

O Coordenador: Luís Teixeira

A Secretária: Cinda Rodrigues

TPV img TPV - Técnicas de Progressão Vertical

 

"... A espeleologia dificilmente pode ser considerada de competitiva. Contudo, através das técnicas convencionais criou-se um conjunto de modalidades de competição desportiva, dirigidas a avaliar a velocidade, a resistência e a técnica dos atletas. ..." botao tpv 

 

(excerto do documento da prova do 1º Campeonato Nacional de TPV 2011 - Valongo)

Siga-nos em            

MEO ARCM 28855
 

 

 

 

Alojamento oferecido por:

logo maquinadigital pq