small spapsmall bttsmall canyoningsmall escaladasmall espeleosmall montanhismosmall snowboard skismall trekking

20170423 SRA DO SALTO20170423 - VALONGO - SRA DO SALTO - VALONGO - Relatório

Nº de participantes – 28

Participantes: Arnaldo Costa, José Nunes, Dulce Gonçalves, José Costa, Cinda Rodrigues, António Pinto Rodrigues, Luís Teixeira, Armando Moreira, Maria Filomena Marcelo, Célia Vieira, Luís Rui, António Pinto, Orquídea Lima, Augusto Monteiro, José Manuel Silva, Alexandra Silva, Rosa Oliveira, Carla Mendes, Maria Graça, Joaquim Seca, Gabriel Coelho, Manuela Bessa, Cristina Martins, Lino Barros, Cristina Magalhães, Ana Paula Sousa, António Sousa e Fátima Ribeiro

Saída do LIDL pelas 9,30h.

E aqui vai a melhor descrição possível do evento, pela mão do nosso companheiro Luís Rui:

PARTE 1 - como estava previsto o sol nasceu de propósito para nos ver caminhar pela serra até à Lagoa Azul, Pias e Senhora do Salto. O Propósito desta demanda era chegar à ("Punheta de bacalhau" Febras com Ovo, febras com queijo e febras "mai la"receita), mas tudo tem um principio e assim começamos por invadir a via férrea para descer com muita adrenalina sobre a lixeira que por ali se forma e não devia, e rumamos junto ao muro até divergirmos para o trilho da Lagoa Azul, que quem não conhecia teve o privilegio de ver e ficar admirado de espanto, pois se não ficasse faziam o caminho a pé coxinho, hé hé hé e assim todos se admiraram MUITO.
depois pensando que íamos caminhar metemos os pés a caminho e esbarramos com um muro que nos impedia e voltamos para trás.... continua...

Parte 2. E começou a subida, a verdadeira conquista da serra que nos há-de levar a Pias, mas para lá chegar muito vamos observar as flores, as manchas de flores que se nos oferecem neste tempo primaveril, que nos enchem a alma de pólen e os olhos de cor e subimos e sorrimos, e subimos e brincávamos com a subida após subida. Sempre que havia "folga" posavamos para uma oportuna foto. que agora nos delicia por te-la feito. rondamos mais um a máquina de lavar manual estilo industrial, onde exploramos os reflexos e observamos o "Buraco de esgoto" e subimos até à zona de "para pente" que hoje estava tomada de ciclistas. que não voavam, apenas via as vistas. posamos mais uma vez e repusemos as calorias perdidas. e subimos até Pias, onde surpreendemos as rãs a tomar banho, nuas, ... Continua

Parte 3.. o caminho depois de Pias, com o sentido "na fevra na receita e na punheta" mas sempre apreciando a paisagem que as subidas e as descidas nos facultam e outras surpresas: Não é que encontramos a sola da bota que um caminheiro perdeu no ano passado!!!. chegamos e como tinhamos avisado que íamos chegar pensavamos: Pensavamos que estava quase tudo e pronto . E Não Estava. Tivemo de esperao uma porra de tempo. deu assim tempo para passear de barriga vazia pelo margem belíssima do Rio Sousa e fixar o que irão ver... . E quando cheguei já havia vapores da Receita no ar e nas caeças, mas de fevras e de punhetas nem o cheiro. saíram uma nada mais tarde e já lá iam 2 horas. comeu-se pagou-se caro e ... continua

PARTE 4... E depois de confortados ( e bem paga a conta final) vamos subir, ao ritmos dos vapores da receita e da animação gerada, tudo o que descemos até aqui e ainda vamos ter forças para o Couce e encontros imediato com: Pneus, Motoqueiros e outras Poeiras. mas o tapete de rosas selvagens e as Maias. as Mais estavam grávidas de cor e cheiro que deliciava. e assim se passou a tarde deste dia memorável de saltos, fevras e punhetas ( que afinal nem consta do dicionário o que faz dela uma ordinarice) mas com as mãos, na cebola azeite a alho faz do bacalhau uma delicia... FIM

Nota: A cada uma das partes corresponde uma reportagem fotográfica partilhada pelo autor e outras reportagens espectaculares se encontram nos sítios habituais.

O Coordenador

Arnaldo Costa

TPV img TPV - Técnicas de Progressão Vertical

 

"... A espeleologia dificilmente pode ser considerada de competitiva. Contudo, através das técnicas convencionais criou-se um conjunto de modalidades de competição desportiva, dirigidas a avaliar a velocidade, a resistência e a técnica dos atletas. ..." botao tpv 

 

(excerto do documento da prova do 1º Campeonato Nacional de TPV 2011 - Valongo)

Siga-nos em            

MEO ARCM 28855
 

 

 

 

Alojamento oferecido por:

logo maquinadigital pq