small spapsmall bttsmall canyoningsmall escaladasmall espeleosmall montanhismosmall snowboard skismall trekking

DSC03406O Alto Relevo – Clube de Montanhismo (ARCM) organizou no passado dia 12 de Julho um encontro de investigadores tendo como objectivo o estudo e a interpretação do património mineiro do concelho de Valongo. O encontro reuniu mais de uma dezena de especialistas da área em valências como a arqueologia, geologia, engenharia de minas, espeleologia e património.

O dia iniciou-se com a receção e acolhimento dos participantes na Junta de Freguesia de Valongo onde cada um se apresentou e onde foi feita uma breve apresentação do ARCM e dos projetos da associação, nomeadamente a nível espeleológico e ao nível do Património Mineiro.

Depois desta introdução sobre o que o ARCM pretende promover, visitamos alguns dos locais que, para o ARCM, tem bastante relevância e importância no que respeita à mineração, nomeadamente a Romana.

Na parte da manhã foi possível visitar o Fojo das Pombas (pois é este um dos complexos mais bem preservados) assim como vários locais envolventes a este Fojo, locais estes com vestígios e de enorme importância que nós (ARCM) achamos que vale a pena desenvolver trabalhos de investigação. Depois de visitada esta área fomos visitar um outro local que é vulgarmente conhecido por "Ermitério" para que podessemos de facto tentar perceber a sua origem e propósito. À primeira análise (e quase conclusiva) esta cavidade não passa de uma cavidade de prospecção. Visitamos também uma outra cavidade perto deste local.

Hora do almoço!!! Fizemos uma paragem no CIA (Centro de Interpretação Ambiental) para restabelecer energias e para continuarmos com os comentários e opiniões que tinhamos vindo a fazer durante as visitas no terreno.

Na parte da tarde vsitamos na Serra de Pias particularidades e vestígios, quer em cavidades quer fora de cavidades. Visitamos o Fojo da Lagoa Azul e alguns vestígios no exterior (zona da Queiva) inerentes à mineração e à presença dos romanos nesta área. Passamos para uma outra área da Serra de Pias, mais concretamente no povoado das Moiramas onde se visitou uma pequena cavidade com uma entrada particular e também vimos alguns vestígiosDSC03423 no exterior relacionados com o processo de mineração romana. Quase no final do dia, passamos para a Serra oposta à Serra da Sta. Justa, para a zona da Quintarei. Dado à escassez de tempo, aqui só foi possível visitar uma cavidade que terá sido usada como cisterna/reservatório de água para uso agrícola (??) e onde foi possível ver também algumas particularidades raras e de interesse a nível geológico.

De regresso à Junta de Freguesia, realizou-se um lanche oferecido pelo ARCM e abriu-se o debate e troca de ideias sobre a potencialidade do nosso Património, foram lançados novos desafios/iniciativas e todos, quer da parte do ARCM quer da parte dos investigadores, mostraram bastante interesse em que se continue a trabalhar na preservação e estudo desta riqueza e em estabelecer uma eventual parceria na divulgação (e quem sabe estudo) deste Património.

Brevemente serão divulgadas outras iniciativas que têm como finalidade o estudo do nosso Património Mineiro.

Um agradecimento especial aos convidados que aceitaram o nosso convite e que fizeram deste evento um sucesso possibilitando que fossem abertas algumas portas para novas parcerias.

TPV img TPV - Técnicas de Progressão Vertical

 

"... A espeleologia dificilmente pode ser considerada de competitiva. Contudo, através das técnicas convencionais criou-se um conjunto de modalidades de competição desportiva, dirigidas a avaliar a velocidade, a resistência e a técnica dos atletas. ..." botao tpv 

 

(excerto do documento da prova do 1º Campeonato Nacional de TPV 2011 - Valongo)

Siga-nos em            

MEO ARCM 28855
 

 

 

 

Alojamento oferecido por:

logo maquinadigital pq