small spapsmall bttsmall canyoningsmall escaladasmall espeleosmall montanhismosmall snowboard skismall trekking

DATA DA ACTIVIDADE: 30 de Maio de 2015
CAVIDADES: Algar da Figueira (ou Algar do Crocodilo) e Algar da Barreira II - Cavidades naturais cársicas

Cavidades não incluídas na listagem do anexo 1 do Regulamento do Plano de Ordenamento do PNSAC, aprovado pela RCM nº 57/2010.

LOCALIZAÇÃO:

Alto da Barreira - Serra de Santo António – Alcanena – Santarém - PNSAC – MCE
Carta Militar de Portugal, série M888, folha 318, Escala 1/25000 - Altitude: 510 mt e 490 mt

OBJECTIVOS:

Continuação da exploração do algar do crocodilo, com a execução de uma escalada numa chaminé da zona do "meandro" superior (poço do bypass) e avaliação preliminar da estrutura geológica da cavidade, a realizar por um geólogo.
Exploração do algar da Barreira II, com vista a verificar possíveis progressões em direção ao algar do crocodilo.

EQUIPA:
Exploração: António Afonso e Nuno Rodrigues
Avaliação Geológica: Paulo Rodrigues (NALGA/GEM) - Geólogo convidado
Coordenação e prevenção: Vítor Gandra

Todos os espeleólogos participantes, são sócios do ARCM, federados na FPE, possuidores de formação grau N2 e/ou N3 e com o respectivo seguro em vigor.

RESULTADO DA ACTIVIDADE:

Inicio das explorações às 11.00h e término às 18.00h.
Algar da Barreira II - Exploramos todo o algar, queé constituído por um poço com dois ressaltos e uma sala no fundo, tendo aproximadamente 23 mt de profundidade. Apesar da sua proximidade ao algar do Crocodilo (84mt entre bocas) não verificamos nenhuma possibilidade de progressão nessa direção. Instalamos um perno deinox M8, na base do 1º ressalto, para melhorar a equipagem existente, efectuámos a respectiva ficha de equipagem e corrigimos
ligeiramente através de um croqui o desenho do perfil da topografia existente e publicada (Grupo SubTerra) da cavidade.
Algar do Crocodilo - Foi realizada uma avaliação preliminar da estrutura geológica do algar, em alguns troços do mesmo, pelo geólogo/espeleólogo convidado (Paulo Rodrigues). A equipa (António Afonso/escalar e Nuno Rodrigues/segurança)executou com sucesso, uma escalada com cerca de 7 mt de altura no denominado poço do bypass. O topo da chaminé escalada possui um pequeno espaço que permite a permanência em simultâneo de dois espeleólogos e aparenta possuir continuação (lateral e vertical). É necessário efectuar mais uma desobstrução, para confirmação do verificado. A meio da chaminé, numa das paredes laterais, também verificamos a existência de uma pequena abertura que comunica com um poço paralelo, pelo que é necessário realizar nova avaliação. Foi executada a respectiva equipagem definitiva do local (parabolt, plaquete e mailon em material inox) e removido o material aplicado na execução da escalada.
Constatamos que à superfície, na zona circundante àboca do algar do crocodilo, andaram (à presente data desconhecemos quem foi) a realizar várias tentativas de desobstrução e que uma delas conseguiu acedeu a um algar que por sua vez interceta o tecto da sala do corrimão do algar que nos encontramos a explorar. Esperamos que exista ética espeleológica !!!


REPORTAR: AUSENTE / PRESENTE:

Ausência de incidentes ou acidentes.
Ficamos o fim se semana instalados (pernoita) nas instalações da FPE em Alvados

 

Elaboração do relatório:
Nuno Rodrigues
(sócio nº 402 ARCM e nº 289 FPE)

TPV img TPV - Técnicas de Progressão Vertical

 

"... A espeleologia dificilmente pode ser considerada de competitiva. Contudo, através das técnicas convencionais criou-se um conjunto de modalidades de competição desportiva, dirigidas a avaliar a velocidade, a resistência e a técnica dos atletas. ..." botao tpv 

 

(excerto do documento da prova do 1º Campeonato Nacional de TPV 2011 - Valongo)

Siga-nos em            

MEO ARCM 28855
 

 

 

 

Alojamento oferecido por:

logo maquinadigital pq