small spapsmall bttsmall canyoningsmall escaladasmall espeleosmall montanhismosmall snowboard skismall trekking

Secção: BTT

 

Actividade: Rota da Zorra – Passeio Solidário – BTT e Caminhada

 

Data:  Domingo, 09 de Outubro de 2016

 

O primeiro convite que tivemos da Liga dos Amigos do Museu Mineiro de S. Pedro da Cova, para em conjunto vermos a possibilidade de se organizar um evento solidário, com a finalidade de se obter contributos para a obra de restauro da Zorra n.º 53, foi efectuado em 2015.

Por razões de logística, por se estar já nos últimos meses do ano e sobretudo, porque o evento não estava agendado nos planos de actividade da secção de BTT do ARCM, na qual tinha sido integrado o grupo Dar ao Ped@L, secção que dava ainda as primeiras pedaladas, não houve mesmo a possibilidade de se realizar em 2015 o evento, ficando a ideia de um passeio de BTT e de uma caminhada, adiada para o ano seguinte.

Não foi nesse ano, mas o convite e a promessa de ajudarmos a LAMMSPC, na organização do evento, divulgando-o e ajudando em tudo o que fosse preciso, manteve-se desde essa altura, até ao passado domingo, dia 9 de Outubro de 2016, com a realização efectiva da ROTA DA ZORRA – Passeio Solidário – BTT e Caminhada, percorrendo-se estradas, em S. Pedro da Cova – Gondomar e Valongo e diversos trilhos de monte, nas serras do Castiçal, Pias e Santa Junta, trinta quilómetros no BTT e nove na caminhada, com passagem pelo complexo mineiro do Passal e do cavalete do poço de S. Vicente, do antigo sanatório de Mont’Alto, tendo ainda todos os participantes, a possibilidade de visitar o Museu Mineiro, local de partida e de chegada das actividades.

Desde o inicio das inscrições, todas as nossas melhores expectativas, foram sendo ultrapassadas e na véspera do evento, tínhamos 287 inscrições validadas para o BTT e 104 para a caminhada, ultrapassando em muito, as que imaginávamos ter.

Por tal facto, uns dias antes, face ao elevado número de adesão e, perante a data limite de envio da listagem de inscritos para o seguro do evento, da impressão de frontais e dorsais personalizados e, preocupados relativamente a que os reforços sólidos e líquidos, não chegassem para todos os participantes inscritos e validados, tivemos mesmo que encerrar as inscrições e apenas aceitar o pagamento, das inscrições ainda não validadas.

No dia, e antes da partida, ainda aceitamos inscrições para o BTT, com a assinatura de um termo de responsabilidade e sem frontal personalizado e o mesmo para a caminhada, avisando as pessoas, de que não poderíamos garantir os reforços, sobretudo os sólidos, bifana, caldo verde, frutas e a tão desejada Bola de Berlim, conseguindo mesmo assim, com essas limitações, cerca de 4 dezenas de inscrições, de última hora.

Um evento desta envergadura, com cerca de 450 participantes à partida, teve antes e durante muito trabalho de bastidores, que como é sabido, não é visível, por parte da Liga dos Amigos do Museu Mineiro e de elementos do grupo Dar ao Ped@L – ARCM, que faziam parte da organização do evento e, de muito trabalho à vista de todos no dia do evento, dando o seu melhor para proporcionar a todos, o melhor passeio possível, fosse a pedalar ou a caminhar.

Pela satisfação geral e comentários no fim da actividade e mais tarde nas redes sociais, o nosso primeiro evento como organizadores, foi no dizer de todos os participantes, fantástico, excelente e com uma muito boa organização, em todos os aspectos, o que muito nos satisfaz e enche de orgulho.

O nosso propósito para além do acto solidário em si, era mesmo esse, proporcionar a todos numa manhã de domingo, em que tivermos sorte com o tempo, um belo passeio de BTT e uma belíssima caminhada, com gente animada, belos trilhos e os reforços possíveis e ao agrado de todos.

Pelo Alto Relevo, agradeço aos que contribuíram e não puderam participar, a todos os que pedalaram e caminharam na Rota da Zorra, onde se incluíam muitos sócios do clube, o enorme contributo que deram para o sucesso do evento e para o objectivo solidário do mesmo, o restauro da Zorra n.º 53.

Por fim, um agradecimento especial à Micaela Santos e ao Nuno Almeida, da Liga dos Amigos do Museu Mineiro de S. Pedro da Cova, pelo empenho na preservação do património mineiro e por todo o trabalho e apoio, na organização deste evento, sem o qual, nada disto seria possível.

O Coordenador da Secção de BTT.

Valdemar Freitas

TPV img TPV - Técnicas de Progressão Vertical

 

"... A espeleologia dificilmente pode ser considerada de competitiva. Contudo, através das técnicas convencionais criou-se um conjunto de modalidades de competição desportiva, dirigidas a avaliar a velocidade, a resistência e a técnica dos atletas. ..." botao tpv 

 

(excerto do documento da prova do 1º Campeonato Nacional de TPV 2011 - Valongo)

Siga-nos em            

MEO ARCM 28855
 

 

 

 

Alojamento oferecido por:

logo maquinadigital pq